sábado, setembro 26, 2009

Quase 17 meses

Quando faz maldades fica de castigo, mas não vai sozinho, o urso tem sempre de ir junto... Tanto se agarra a mim a dar miminhos, abraços apertados, beijos, como de repente porque é contrariado desata numa gritaria que deixa os ouvidos de qualquer um em fanicos.
Ainda não sei se prefere o potinho ou o redutor da sanita para fazer xixi, mas distrai-se com facilidade e o xixi fica a meio, outras vezes sou lenta, e como ir à casa de banho já é condicionante de xixi, às vezes começa antes de estar sentado.

Vou inscreve-lo na piscina, vai ele e o Migú, é só uma vez por semanas mas vai-lhe fazer bem. Ele adora tudo que é agua, quente, morna, fria, etc por ele andava sempre lá metido. Nas férias era sempre berreiro para sair da água, mesmo geladinho, quase roxo e todo enrugado. Não quero que ele perca este gosto pela água, não é nenhuma aula com monitor, é mesmo ir à piscina com a mamã, brincar e chapinhar um bocadinho. E eu também vou gostar de o ver ali todo divertido.

A apaixonite aguda pelo meu pai passou-lhe, mas agora é a minha mãe. A mamar antes de dormir chega a largar a mama para dizer um sonoro "vóóóó!", de manha acorda, sai da minha cama, vai para a porta e lá vem novamente o "vóóóó!". A minha mãe anda toda babada com esta adoração súbita, e eu não me importo nada.

sábado, setembro 19, 2009

Ainda sobre a Manuela MG

Eu sabia que não era só eu que tinha esta opinião... ó vai-te embora ó Manela!

"Fui director de programas da RTP e depois seu administrador. E garanto-vos que, se alguma vez algum apresentador ou jornalista desse uma entrevista a chamar-me "estúpido", a primeira coisa que aconteceria seria o cancelamento imediato do seu programa, independentemente de haver ou não eleições em curso.

Por isso me parece incompreensível que, embora rios de tinta já se tenham escrito sobre o cancelamento do jornal nacional que Manuela Moura Guedes (MMG) apresentava na TVI, todos os analistas e comentadores tenham ignorado a explosiva e provocatória entrevista que MMG deu ao Diário de Notícias dias antes de a administração da TVI lhe ter acabado com o programa.(...)"
Ler o resto no Blog "A Linha"

segunda-feira, setembro 14, 2009

Dia Internacional da Liberdade de Educação

Esta é a 1ª vez que Portugal vai participar neste evento global. Juntem-se a nós, aqui, para um bate papo online como celebração do Dia Internacional da Liberdade na Educação, na terça feira dia 15 de Setembro às 15:00 hrs.

Em Portugal praticamente ninguém está a par do ensino doméstico e no Brasil as famílias que optam pela educação domiciliar correm o risco de ser perseguidas pela justiça.

Para demonstrar o nosso apoio à diversidade educacional e à liberdade na educação, nós criámos uma rede social para as famílias que decidem educar os filhos fora do sistema escolar e organizámos um bate papo sobre o tema.

Quer estejas pensando no ensino doméstico para a tua família, tenhas ouvido falar das ameaças à liberdade educacional ou queiras saber o que leva cada vez mais famílias a escolher alternativas à escola, serás mais que bem vindo. http://aprendersemescola.blogspot.com/

domingo, setembro 06, 2009

Actualidades

Lá se foi a Manuela.

Não tenho pena, não tenho saudades, já vai tarde. O que não entendo é esta confusão que se gerou em torno disto, parecia que ela era a unica a dizer mal do governo, conheço imensos jornalistas que o fazem e de muito melhor maneira. Ela era/é pessima jornalista, um pivot de televisão horroroso (em nenhum canal de qualquer pais civilizado uma mulher daquelas era posta em frente às câmaras, só mesmo em Portugal por ser a "mulher do chefe") e muito mal educada. Ao contrário do que se diz o programa não foi cancelado, simplesmente ela foi afastada, o marido já lá não está nada obriga a terem de continuar a aturar maus trabalhadores, se depois ela e a equipa se demitiram não estou a ver onde está a polémica.

Com tanto bom jornalista, jornalistas a sério, anda tudo a chorar a saida de uma que não fazia falta... sim, a TVI tinha máximo de audiências com o Jornal Nacional e dai? o PS também teve maioria absoluta e não deixaram de ser maus governadores. Para mim tudo o que agrada às massas tem de se desconfiar, a falta de qualidade é marca registada... mas que se pode pedir a quem se contenta com "pão e circo"?. O sensacionalismo a que a TVI sempre nos habituou é a prova de que muita coisa ia mal naquela estação de televisão, precisavam fazer tudo isso para terem audiências, fazer jornalismo sério e não tendencioso dá trabalho.

Não vejo polémica nenhuma na saída da Manuela, já foi tarde!